Brasil e Mercosul querem explorar blockchain em conjunto

Infraestrutura registra 108 obras públicas entregues no ano
20 de dezembro de 2021
Número de investidores posicionados no Tesouro Direto é o maior da série histórica
22 de dezembro de 2021

Brasil e Mercosul querem explorar blockchain em conjunto

Foto: Maximalfocus/Unsplash

O presidente Jair Messias Bolsonaro (PL-RJ) e demais líderes do MERCOSUL discutiram na última semana sobre aplicações em blockchain, que poderão ser desenvolvidas no futuro.

Esse encontro aconteceu durante a LIX Cúpula de Presidentes do MERCOSUL, ocorrida no dia 17 de dezembro de 2021. No encontro, os presidentes alinharam várias estratégias para se melhorar o bloco.

O Mercado Comum do Sul (MERCOSUL) é uma associação criada em 1991, inicialmente pelos países Argentina, Brasil, Paraguai e Uruguai, mas hoje mais países integram o bloco. Essa tem como objetivo melhorar o comércio na região, promovendo união aduaneira, livre-comércio intrazona, entre outros acordos mais.

Brasil e países do MERCOSUL concordam em criar solução em blockchain para troca de informações

A tecnologia blockchain já é uma referência no setor de segurança de dados no mundo todo, sendo um protocolo base para se gerar confiança em informações. Vale lembrar que compartilhar informações pela internet abertamente é uma prática de alto risco, sendo a blockchain uma das que propõem a resolver este problema, por meio da criptografia.

Na última semana, essa tecnologia acabou sendo discutida por chefes de estado dos países do MERCOSUL, que acreditam que a blockchain é uma solução que deva ser utilizada para troca de informações.

Segundo nota do Ministério das Relações Exteriores, os presidentes, inclusive Bolsonaro, acreditam que as redes blockchain podem melhorar os serviços aos cidadãos.

“Consideraram que as redes Blockchain podem desempenhar papel importante no fomento da inovação, na melhoria dos serviços aos cidadãos e nas medidas antifraude, e concordaram sobre a conveniência de explorar conjuntamente o uso dessa tecnologia para a troca segura de informações.”

Não está claro os detalhes de como será feita a construção dessa solução, mas mostra que os países do bloco já entendem que a inovação pode ser feita com essa solução.

O que mais os presidentes discutiram?

Outro ponto que chamou atenção no encontro de presidentes é o reforço na questão de se ratificar o “Acordo sobre Comércio Eletrônico do MERCOSUL”, que pode impulsionar essa modalidade de compras e vendas entre países.

Foram discutidos também os pontos para se eliminar a cobrança de encargos do Roaming Internacional entre países, assim como evoluir na aplicação da inteligência artificial e da tecnologia de redes móveis e infraestruturas de conectividade, de forma convergente e interoperável.

Entre os 15 pontos acordados pelos presidentes Alberto Fernández (República da Argentina), Jair Messias Bolsonaro (República Federativa do Brasil), Mario Abdo Benítez (República do Paraguai) e Luis Alberto Lacalle Pou (República Oriental do Uruguai), destaca-se também a intenção de “estabelecer uma estratégia regional de transformação digital para orientar as ações dos Estados Partes no sentido de reforçar a pesquisa, o desenvolvimento e a inovação em soluções digitais, com base em seu uso ético e consciente“.

Os acordos do MERCOSUL deverão buscar se conectar com outros blocos da América Latina e Caribe para tornar o continente mais avançado em tecnologias.

Fonte: Livecoins